Super banner
Super banner

Operação da Polícia Civil prende suspeitos de assaltos e sequestro

Operação da Polícia Civil prende suspeitos de assaltos e sequestro

Suspeitos apresentados - Foto: Willian Tardelli

A 2ª Delegacia Regional de Polícia Civil de Araxá, chefiada pelo delegado Cezar Felipe Colombari da Silva, realizou recentemente operação de cumprimento de mandados de prisão nos bairros Urciano Lemos e Boa Vista.

A ação foi coordenada pelos delegados Cristiano Dib e Conrado Costa da Silva e pelo inspetor Alisson Reis, contando com o apoio dos investigadores Ricardo, Bruno, Higino, Fernando, Edson, Rodrigo e Dioges.

Equipe durante operação - Foto: Willian Tardelli

Foram presos os seguintes envolvidos em assaltos à mão armada e sequestro.

Sequestro e tentativa de assalto a um casal em dezembro passado

Douglas Donizette e João Pedro Cardoso da Silva, apontados nas investigações como autores de tentativa de assalto em uma residência, onde renderam um casal; no qual a mulher é gerente de um supermercado. Na ocasião as vítimas foram amarradas e coagidas a irem ao supermercado com o intuito de roubar os valores do cofre.

Entretanto, no local a gerente avisou para os autores que não possuía a chave do cofre. Com isso, no horário do expediente, o casal foi colocado no carro da gerente e levado pelos assaltantes sentido BR-146, onde foi deixado próximo da ponte do rio Quebra-Anzol.

De acordo com as investigações, os autores voltaram a Araxá e abandonaram o veículo roubado em frente ao imóvel das vítimas. O casal relatou ainda que sofreu ameaças de morte enquanto estava em poder dos bandidos.

Assalto à loja de materiais de construção no Urciano Lemos

Frankilin Nunes Silva e Leandro Henrique Rodrigues de Oliveira, apontados como autores do assalto à mão armada ocorrido em 20 de outubro de 2014. Os suspeitos estavam em uma moto e renderam um funcionário da empresa que estava saindo da loja para realizar serviços bancários. Na ação fugiram levando um malote contendo cerca de R$ 30 mil entre cédulas e cheques.

Durante a prisão, o acusado Leandro Henrique confessou sua participação no assalto, porém, alegou ter entregue o malote a outra pessoa que ele não quis revelar o nome. O outro investigado, Frankilin Nunes Silva, negou seu envolvimento.

Assaltos à mão armada a estabelecimentos comerciais

Tariky Augusto Silva, apontado nas investigações como autor de vários assaltos a estabelecimentos comerciais da cidade. Durante buscas os investigadores localizaram na casa do autor, no bairro Boa Vista, pedras de crack e uma porção de maconha, sendo também enquadrado pelo crime de tráfico de drogas.

Notícias relacionadas