Polícia mantém apreendidos os veículos que estavam em evento não autorizado no Barreiro

Polícia mantém apreendidos os veículos que estavam em evento não autorizado no Barreiro

No último sábado (16), a Polícia Militar prendeu 17 pessoas que participavam de um evento não autorizado na avenida do Contorno, região do Barreiro. Foram detectadas condutas ilegais, como prática de direção perigosa.

Após a confecção do boletim de ocorrência, os autores comprometeram comparecer a audiência que foi agendada e por isso, foram liberados pela polícia. Entretanto, os veículos apreendidos durante a ação policial permanecem no pátio da PM.

O delegado responsável, Renato de Alcino Vieira, indeferiu todos os pedidos de restituíção dos veículos por parte dos proprietários no decorrer da semana. Ele argumenta que estas condutas devem ser reprimidas e que é perceptível a existência de um grupo de condutores que afrontam as regras estabelecidas no Código de Trânsito Brasileiro e seus regulamentos.

O delegado cita que o atropelamento e fuga de uma criança de 10 anos no mesmo dia não é um fato isolado na cidade, que mais de dez pessoas já morreram em circunstâncias semelhantes, várias prisões em flagrantes por crimes de trânsito já foram efetivadas e seus autores vão responder em juízo.

“O comportamento nocivo de determinados motoristas precisa ser interrompido. O Estado exige que em favor da liberdade, tranquilidade, integridade física das pessoas e da incolumidade pública, seja assumida uma postura que demonstre não tolerar essas condutas”, destaca.

No caso em análise, foi avaliado que além de crimes de trânsito, os proprietários dos veículos e condutores violaram outros regulamentos, em especial, a realização de um evento sem comunicar as autoridades públicas, o que representa o risco de outros delitos, como pertubação da tranquilidade.

Por último, também foi avaliado o comportamento de alguns dos autores, que divulgaram fotos tiradas no interior da sala de registros de ocorrência da PM, o que, para o Delegado, demonstra afronta e tentativa de desprestigiar o trabalho dos militares.

Notícias relacionadas

Inscreva-se
Me avise:
guest
1 Comentário
Novos
Antigos Mais votados
Comentários em linha
Mostrar todos os comentários
1
0
Deixe seu comentário para essa notícia!x