Super banner

Prefeitura de Araxá já distribuiu gratuitamente mais de 10.000 absorventes para adolescentes e mulheres em vulnerabilidade social

Prefeitura de Araxá já distribuiu gratuitamente mais de 10.000 absorventes para adolescentes e mulheres em vulnerabilidade social

Promover a saúde e qualidade de vida, combater estigmas e quebrar tabus, garantir proteção e dignidade às mulheres. Em julho de 2021, o prefeito Robson Magela sancionou a lei que prevê a distribuição gratuita de absorventes higiênicos para mulheres em situação de vulnerabilidade econômica e a estudantes das escolas públicas municipais.

Já foram distribuídos, desde então, 10.800 absorventes nas cestas básicas e em escolas da Rede Municipal de Araxá. Além disso, também são realizadas nas unidades escolares palestras e oficinas sobre higiene pessoal.

A Secretaria Municipal de Ação Social distribui, atualmente, cerca de 500 cestas básicas por mês para famílias em vulnerabilidade social e que se enquadram nos critérios estabelecidos pela pasta para o benefício. Dessas, cerca de 80% contemplam os lares com os absorventes higiênicos, junto com demais itens de saúde básica e limpeza.

A inclusão dos absorventes nas cestas básicas é direcionada para casas que tenham em sua composição adolescentes e mulheres em idade fértil. A ação tem como objetivo combater a pobreza menstrual, orientar sobre os cuidados básicos no período e evitar a evasão escolar.

Já o programa Dignidade Menstrual é voltado para todas as alunas de 10 a 14 anos da Rede Municipal de Ensino durante o ano letivo. Os kits estão disponíveis nas escolas e são repassados gratuitamente nos momentos necessários. Já foram distribuídos cerca de 3 mil absorventes.

De acordo com a secretária municipal de Educação, Zulma Moreira, a precariedade menstrual, além de afetar a saúde física e psíquica, pode, ainda, prejudicar o desempenho escolar quando as meninas deixam de ir à escola pela falta do absorvente.

“A iniciativa realiza ações de saúde, educação e de combate à desinformação, ampliando o diálogo sobre o tema na comunidade escolar. São ações que parecem pequenas, mas têm um grande significado para elas. Esse projeto resgata a dignidade, onde a menina tem onde pedir, onde buscar caso seja necessário, para evitar faltas e evasão escolar. Aliado a isso, tem também o trabalho das professoras de envolver essa temática no dia a dia da escola e tudo isso tem um grande impacto na valorização da condição feminina”, destaca.

Notícias relacionadas

1 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *