Super banner
Super banner

Romeu Zema anuncia secretários de Fazenda e de Planejamento

Romeu Zema anuncia secretários de Fazenda e de Planejamento
Foto: Divulgação / Editoria de Arte Diário de Araxá

O governador eleito de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), anunciou em suas redes sociais, nesta quinta-feira (22), os nomes dos futuros secretários estaduais de Fazenda e de Planejamento e Gestão. O secretário de Fazenda é o contador Gustavo Barbosa, 53 anos, e o de Planejamento e Gestão, o engenheiro Otto Alexandre Levy Reis, 53 anos.

“Definimos que o anúncio dos secretários vai seguir um alinhamento entre as pastas. Dessa forma anunciamos hoje os nomes que vão comandar as secretarias de Fazenda, Planejamento e Gestão”, disse o governador eleito Romeu Zema, que participou também nesta data de encontros com empresários e investidores em São Paulo, seguindo o planejamento de já começar a atrair novos negócios e empresas para Minas antes mesmo de tomar posse no dia 1º de janeiro de 2019.

Perfis

Gustavo Barbosa é mineiro de Uberaba. Graduado em Ciências Contábeis e pós-graduado em Gestão Executiva de Fundos de Pensão, no Distrito Federal, ele tem a experiência de ter sido secretário de Finanças e Planejamento do Estado do Rio de Janeiro, entre julho de 2016 e fevereiro deste ano. Ele também foi Gerente Nacional de Previdência Pública e Privada e Gerente de Relacionamento Institucional da Caixa Econômica Federal.

Otto Levy Reis é natural de Belo Horizonte (MG) e graduado em Engenharia Metalúrgica pela UFMG. Já foi vice-presidente de Gente e Gestão, vice- presidente Comercial e de Marketing, tendo sido mais recentemente, o Chief Operating Offficer (COO) da Magnesita Refratários. Têm diversos cursos no Brasil, Estados Unidos e Japão em Recursos Humanos (RH) e gestão.

Notícias relacionadas

1 Comentário

  1. Marley da Penha Oliveira Abreu

    Governador, nós, professotes da rede estadual de educaçao elegemis o senhor com a esperança de nos ajudar a anular o concurso fraudulento e irregular de 2017 aplicado pela banca FUMARC. O governo pimentel homologou esse concurso logo assim que saíram as classificaçoes para ter o direito de nomeaçoes em período eleitoral e assim o fez mesmo sabendo das fraudes e das irregularidades ocorridas no dia das provas. Cabe ao senhor rever essas provas de fraudes e irregularidades. Muitos de nós, professores temos quase 25 anos de estado, fomos nos preparando para esse concurso que nao foi nada fácil. Portanto esperamos uma posiçao do senhor e de seus futuros ministros, pois o que será de nós com idade avançada e o que faremos com todos esses anos sem termos o direito de nos aposentar pelo estado simplesmente pelo fato de nao termos sido clasdificados no concurso de 2017?

    Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *