Super banner
Super banner

Série pré-candidatos a prefeito: Professor Jales André

Série pré-candidatos a prefeito: Professor Jales André

O Diário de Araxá traz a partir desta semana a divulgação de nomes que lançaram oficialmente, por redes sociais, entrevistas à imprensa ou outra modalidade de mídia, pré-candidaturas a prefeito.

Elaboramos um questionário com o perfil e cinco perguntas relacionadas às intenções de cada um em pleitear um cargo ao Poder Executivo. Os pré-candidatos que responderam dentro do prazo estabelecido serão divulgados de acordo com a ordem alfabética do nome de batismo, na chamada principal do site, no período de 24 horas, a partir das 8h. As divulgações ocorrerão entre segunda e quinta-feira.

Os pré-candidatos que enviaram após o prazo, serão divulgados depois dos que responderam no período estipulado.


Professor Jales André

A segunda divulgação da série aberta pelo Diário de Araxá é sobre o professor Jales André, pré-candidato a prefeito pelo Partido dos Trabalhadores (PT).

1 – Perfil do pré-candidato.

Meu nome é Jales André dos Santos, sou natural de Canápolis, tenho 29 anos, casado com Isabele Regina há quase 4 anos, filho do sr. Jairo e dona Marli, e formado em Pedagogia e Filosofia.

Sou professor na rede estadual desde 2012 e atualmente atuo como pedagogo na E.E. Coronel José Adolfo de Aguiar e professor de Filosofia na E.E. Vasco Santos.

Membro da diretoria do Sind-Ute Subsede Araxá (licenciado), o que permite conhecer a realidade dos professores, a realidade da Educação, a realidade dos alunos, a realidade da população.

2 – Em qual partido você está filiado e o que o motivou a ser pré-candidato a prefeito?

Filiei-me ao Partido dos Trabalhadores em 2011, partido ao qual estou filiado até hoje, o que, claramente, afasta do meu perfil qualquer conotação de uma candidatura oportunista, construída ao sabor das conveniências momentâneas.

A minha motivação a ser pré-candidato nasce a partir da realidade. No decorrer da minha vida, passei por inúmeras dificuldades, vivenciei a fome por diversos momentos, morei por muito tempo em barraco de lona. No dia a dia vejo e percebo que a maioria da população passa por problemas semelhantes, com um pequeno salário ter que custear o transporte, moradia e alimentação.

Isto me impulsiona a pleitear o cargo de Prefeito Municipal em Araxá, pois sabendo a realidade do povo e sendo parte dela, tenho totais condições de realmente transformá-la, contando com a participação do próprio povo na definição do seu próprio destino. Sim, o povo como ator principal da ação administrativa.

3 – Já tem definição do nome de pré-candidato(a) a vice-prefeito(a)? Se sim, quem é? Caso ainda não tenha, como estão as tratativas para definir por esse nome?

O Partido dos Trabalhadores já definiu o nome do pré-candidato a vice-prefeito, é o Reginaldo Donisete Batista, 58 anos, supervisor de manutenção industrial e atualmente empresário do ramo de sorveteria, militante desde os anos 80 e oriundo dos movimentos sociais, onde possui um rico legado de luta e defesa da classe trabalhadora.

4 – Quais devem ser as prioridades da Prefeitura de Araxá a partir de 2021?

Inicialmente, a forma de administrar. Em pleno século 21 não se admite mais o povo longe do processo decisório, e do acompanhamento da ação pública. Neste sentido o orçamento participativo, onde o povo elege as ações de governo prioritárias, será o norte a nos impulsionar rumo ao futuro. Junto ao orçamento participativo, o orçamento impositivo, que aproximará o executado do planejado, alijando da administração o velho conceito de que o orçamento do município é uma peça de ficção.

No centro de todo o processo – prioridade das prioridades – o povo, o povo tendo certeza de que a ação pública vai ao encontro da demanda por ele requerida, constituindo-se vetor de transformação.

A transformação se iniciará com a EDUCAÇÃO, a ação pública mais eficiente e eficaz no sentido de forjar cidadãos completos, questionadores, engajados e proativos capazes de promover mudanças importante na sociedade.

Temos consciência, que a evolução social, econômica e cultural acontece por meio do conhecimento e do acesso a informações, necessários para que todos compreendam melhor o mundo, a ligação entre os fatos, os problemas, os desafios e, principalmente, o papel de cada um, diante deste cenário complexo.

Temos ainda que enfrentar os efeitos deletérios da pandemia da Covid-19 que assombra a todos, em especial a questão da empregabilidade.

Na área da saúde, obrigatório um olhar especial para a saúde preventiva, para aliviar a saúde curativa.

Enfim, é chegado o instante de governar-se do bairro para o Centro, invertendo-se a logística administrativa que imperou durante décadas em nossa cidade.

5 Como deve ser o relacionamento do chefe do Poder Executivo com a Câmara Municipal?

A Constituição prevê que os poderes são harmônicos e independentes, entre si. Esta harmonia e independência pressupõe o respeito entre os poderes, um diálogo permanente e principalmente com foco na participação popular, pois o interesse que deve ser defendido é o da população e não de grupos políticos que só pensam na próxima eleição e se manter no poder.

6 – Se eleito, quais serão seus principais desafios a serem projetados e/ou superados?

O pós-pandemia, pois trará grandes deficiências nos mais diversos setores, por isso precisaremos de um gestor dinâmico e atento à realidade do seu povo, assim como o professor na sala de aula que sempre é solícito à necessidade dos seus alunos.

Por outro lado, temos o desafio de fazer a população acreditar na ação pública, daí a nossa firme determinação de implementarmos o orçamento participativo, e o orçamento impositivo, como forma de colocar o povo como princípio, meio e fim da ação pública.

Fonte: Diário de Araxá

Notícias relacionadas

Inscreva-se
Me avise:
guest
8 Comentários
Novos
Antigos Mais votados
Comentários em linha
Mostrar todos os comentários
8
0
Deixe seu comentário para essa notícia!x