Super banner
Super banner

Suspeitos por assassinato de dentista são presos

Suspeitos por assassinato de dentista são presos

02/05/2009 – A Polícia Civil (PC) realizou a reconstituição do assassinato do dentista Renato Pereira Goulart, 76 anos, com os suspeitos Bruno Tarcísio Costa de Souza, 24, e Marco Túlio Carvalho Júnior, 23, na manhã de hoje (2), na casa da vítima, no Barreirinho. O caso é investigado pelas delegacias de Crimes Contra a Vida e Crimes Contra o Patrimônio.

Através de trabalho integrado entre as polícias Militar e Civil, Bruno e Marco Túlio foram presos na quinta-feira (30) e sexta-feira (1°), respectivamente. Os dois confessaram a participação no assassinato, mas trocam acusões em relação às agressões que causaram a morte do dentista.

De acordo com a versão de Marco Túlio, os dois haviam consumido crack antes de entrarem na casa do dentista, que foi encontrado morto por volta das 23h de quarta-feira (29). Ele estava nu e o corpo com várias marcas de agressões, amordaçado, pernas e mãos amarradas com fios elétricos e tronco e cabeça para fora da cama.

Segundo o suspeito, Bruno pulou o muro e entrou pela porta da sala de inverno, que teve a vidraça quebrada. Marco Túlio diz que entrou pela porta principal, aberta por Bruno.

Marco Túlio diz que conhecia a vítima. “Eu e alguns amigos já bebemos algumas cervejinhas na casa dele e no dia só queríamos dinheiro para gastar com umas coisas aí.”

“Ainda não concluímos as investigações, mas os dois devem responder por latrocínio (pena de 20 a 30 de prisão), que é matar para roubar. É um crime diferente que não está em nosso cotidiano e por isso nos deixa abalados”, afirma o delegado de Crimes Contra a Vida da PC, Luiz Antônio da Costa. A PC também trabalha na localização dos objetos roubados.

Arquivo

Dentista é assassinado no Barreirinho

Notícias relacionadas