Instituto de Ciências da Saúde do Uniaraxá tem mais cinco salas

Instituto de Ciências da Saúde do Uniaraxá tem mais cinco salas

Desde o último dia 12, um novo sistema operacional começou a vigorar no Instituto de Ciências da Saúde (ICS) do Centro Universitário do Planalto de Araxá (Uniaraxá). A estrutura física passou a contar com o acréscimo de cinco salas, facilitando o trabalho em equipe. As novas instalações abrigaram as coordenações dos cursos de Ciências Biológicas, Fisioterapia, Educação Física e Enfermagem, além da diretoria do instituto. 

As novas salas foram inauguradas no início de abril, com a presença do reitor, professores, funcionários e diretores da Fundação Cultural de Araxá (FCA). Segundo Válter Gomes, outras obras de ampliação estão previstas para atender a crescente demanda do Uniaraxá, tornando a instituição mais funcional e adequada às necessidades dos alunos, professores e colaboradores.

O projeto contemplou um espaço disponível na rotunda do Bloco D do Instituto de Ciências da Saúde. As cinco salas são interligadas, sendo a parte superior aberta, para facilitar a circulação de ar. As paredes, de vidro, permitem a visualização do campus. Na primeira semana de atividades nas novas dependências, a satisfação foi unânime.

A secretária do ICS, Liliane Fonseca Stefani, demonstrou a satisfação com o novo espaço, que segundo ela aprimorou não só o desempenho dos professores, mas também o atendimento aos alunos, que passaram a ser recebidos na sala de espera, sem tumulto e com maior organização.

O coordenador do curso de Ciências Biológicas, Carlos Henrique de Freitas, avalia que a proximidade das coordenadorias facilitou os contatos, gerando maior união e concentração das atividades.

“O espaço está mais adequado e oferece as condições de que precisamos”, comentou. O professor Célio Cury, coordenador do curso de Educação Física, destacou que a nova estrutura de trabalho ficou mais acessível aos alunos. Para a diretora do ICS, Juliana do Prado, a concentração das atividades do instituto no mesmo local foi muito positiva na medida em que diminuiu as distâncias, permitindo uma melhor administração do trabalho e aumento da produtividade.

Notícias relacionadas