Santa Casa suspende atendimentos por falta de medicamentos e materiais

Santa Casa suspende atendimentos por falta de medicamentos e materiais

A Santa Casa de Misericórdia de Araxá suspendeu seus atendimentos desde o início desta semana. Com uma divida de R$ 6 milhões e déficit mensal de R$ 250 mil, o hospital não tem verbas destinadas para compra de materiais e medicamentos. Até que o problema seja solucionado, a entidade só vai garantir o tratamento e assistência dos pacientes que já estão internados, além de receber gestantes e casos de urgência e emergência.

De acordo com a superintendente do hospital, Diane Dutra Cardoso Borges, os atendimentos continuarão suspensos até o hospital que consiga recursos para a compra de materiais, medicamentos e suprir as necessidades da Santa Casa para a continuidade dos serviços prestados.  O projeto de repasse de R$ 500 mil aprovado na última terça-feira (31), pela Câmara Municipal pode ajudar a retomada dos atendimentos, mas não resolve a situação financeira do hospital.

Por meio de nota, a Santa Casa informou que tem investido em projetos para aumentar a receita como aumento de procedimentos particular e por meio convênio, além do setor de imagem que deve ser inaugurado em julho. “Enquanto isso estamos passando dificuldades. Temos tido apoio da Prefeitura com o pagamento dos plantões médicos, e nos meses de dezembro a março nos pagaram atendimentos de cirurgias e clínica médica que fizemos além do contratado SUS, Autorização de Internação Hospitalar (AIH)”, diz o texto.

Prefeitura de Araxá

De acordo com a Prefeitura, além do convênio proposto no projeto de subvenção de R$ 500 mil enviado à Câmara e aprovado nesta semana, a Administração Municipal já repassou R$ 1.585.886,44 para a Santa Casa em 2016. Foram repassados R$ 228.170 do Programa de Fortalecimento das Portas de Urgência e Emergência (Prourge), referentes ao funcionamento do Pronto Atendimento Municipal (PAM) nas instalações do hospital.

Ainda conforme o Executivo, também foram repassados R$ 437.117,44 de AIH, pois quando o número de internações na Santa Casa extrapola o que é pago pelo SUS, o município paga a diferença para que a população não seja prejudicada. A Prefeitura de Araxá ainda informou que custeia diretamente os serviços médicos da Santa Casa de Misericórdia, com o pagamento de plantões. Já foram repassados neste ano ao hospital R$ 920.599 referentes aos plantões médicos.

Notícias relacionadas

1 Comentário

  1. Cleyton Nicel A Ferreira

    Está precisando rever os métodos administrativos desse hospital para ver porque ele sempre fica no vermelho!

    Dá última vez que disseram não ter dinheiro descobriu-se que o rombo era por mau uso dos recursos e desvios de verbas. Será isso de novo?

    Deveria-se fazer a intervenção na instituição!

    Responder

Deixe um comentário: