Super banner
Super banner

Araxá no Dia Mundial contra a Aids

Araxá no Dia Mundial contra a Aids

O mês de dezembro começa com a campanha de conscientização da Secretaria Municipal de Saúde sobre o HIV. O Dia Mundial de Luta Contra a AIDS é nesta quinta-feira, 1º, e tem como objetivo fazer com que todas as pessoas reflitam sobre seus comportamentos.

Em todas as unidades de saúde, das 7h às 17h, serão realizadas atividades voltadas para o tema da campanha com distribuição de folhetos explicativos, preservativos e orientação sobre o vírus HIV.

O Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA) fará a partir das 13h30 o Teste Rápido para HIV, que em 10 minutos apresenta o resultado. O teste é gratuito e indicado para quem tenha passado por uma situação de risco, como o uso de drogas injetáveis ou sexo sem camisinha.

Em parceria com o Sest/Senat e a Polícia Rodoviária Estadual, uma equipe da Secretaria de Saúde fará blitz educativa na rodovia MG-428, onde serão entregues panfletos e preservativos.

O CTA diagnosticou 312 pessoas com HIV em Araxá desde sua criação no ano 2000. Desse total, 117 são mulheres. Dos 195 homens infectados com HIV que fazem acompanhamento no CTA, 56% são heterossexuais.

A coordenadora do CTA, Roberta Duarte Silva, diz que a demora em procurar diagnóstico é um agravante porque, sem saber, a pessoa espalha o vírus para os parceiros e contamina mais gente.

Em 2016 a Secretaria Municipal de Saúde registrou 9 óbitos em Araxá por causa do HIV. Ainda segundo Roberta, essas mortes também poderiam ser evitadas se o diagnóstico acontecesse mais cedo. “A pessoa tem sintomas, mas fica com vergonha de procurar o CTA. Quando descobre que é portadora do vírus, na maioria das vezes já está doente e não dá mais tempo de tratar”, alerta.

O tratamento da AIDS é feito com medicamentos antirretrovirais que são fornecidos gratuitamente pelo SUS. Os remédios combatem o vírus e fortalecem o sistema imunológico, mas não curam a doença, já que a cura da AIDS ainda não foi descoberta. Qualquer pessoa que esteve em uma situação de risco pode procurar o CTA, na rua Calimério Guimarães, 850, e fazer o teste que detecta hepatite B, HIV, sífilis e hepatite C. O telefone do CTA é 3691 7081.

Notícias relacionadas

Inscreva-se
Me avise:
guest
1 Comentário
Novos
Antigos Mais votados
Comentários em linha
Mostrar todos os comentários
1
0
Deixe seu comentário para essa notícia!x