Super banner
Super banner

Araxá perde em casa para o Guarani

Araxá perde em casa para o Guarani

Foto: Caio Aureliano

Da Redação – Com a presença de mais de 4 mil torcedores apoiando o Araxá Esporte neste domingo, (14) no Fausto Alvim, o Ganso não conseguiu vencer o Guarani pela 10ª rodada e se complicou na elite do Campeonato Mineiro.

Após sair com dois a zero em desvantagem na primeira etapa, o Araxá empatou no segundo tempo, mas levou o terceiro gol do time de Divinópolis que se livrou da zona de rebaixamento alcançando 11 pontos.

Já o Ganso estacionou nos 6 pontos e decide a sua permanência na 1ª divisão contra o Nacional em Patos de Minas no próximo domingo (21), pela última rodada, às 16h. Isso se o Nacional não vencer o Cruzeiro nesta terça-feira (16). Em caso de vitória do time de Patos, o Araxá já estará rebaixado.

Guarani sai na frente

O clima no Fausto Alvim era propício para o Araxá Esporte vencer e aumentar a sua distância em relação a zona do rebaixamento, mas o que o torcedor viu foi o Guarani abrir dois gols de frente sobre os mandantes. Aos 7 minutos, no escanteio batido pela esquerda, o zagueiro Adalberto subiu sozinho e fez 1 a 0.

Na marca dos 24 minutos, a situação do Ganso piorou com gol de Nando batendo falta. A bola foi praticamente no meio do gol e o goleiro Fernando Pompéu não conseguiu fazer a defesa.

O time tentou empatar ainda no primeiro tempo com Osvaldir, George e Michel Cury em chutes da entrada da área, mas as finalizações foram em cima do goleiro Leandro.

Visando um time mais ofensivo, o técnico João Martins tirou o volante Balduíno para a entrada de Fabrício Carvalho, aos 34 minutos. Apesar da mexida, o time terminou continuou tendo dificuldades para criar boas jogadas e foi para o vestiário em desvantagem.

Bola na área define mais uma vez

Para a segunda etapa, o que era expectativa do torcedor alvinegro se tornou realidade. A cada lance, a torcida não perdia a esperança de ver o Ganso sair como vencedor. Aos 7 minutos, Michel Cury quase tirou o primeiro grito de gol da torcida, mas o chute parou na trave esquerda de Leandro. Na sequência, o lateral-esquerdo Ceará fez boa jogada individual, mas Leandro defendeu.  

De tanto insistir, o torcedor pode vibrar. Aos 20 minutos, no cruzamento de Breitner, Fabrício Carvalho se antecipou e cabeceou para diminuir o placar.

Embalado pelos gritos da torcida, o Araxá conseguiu empatar, aos 36 minutos. Em cobrança de falta, o venezuelano colocou a bola na gaveta sem chances para o goleiro.

O desejo do empate virou realidade, só que como a vida do torcedor do Araxá não é nada fácil, aos 39 minutos, o Guarani definiu a vitória. Em bola cruzada na área, Pompéu não conseguiu afastar e a bola acabou batendo em Fabrício Carvalho antes de entrar.

O Guarani ainda teve Carlos Júnior expulso. Com isso, a pressão do Ganso aumentou, mas o goleiro Leandro fez boas defesas e garantiu a vitória do time de Divinópolis.  

Ficha técnica:

Araxá: Fernando Pompéu; Osvaldir, Rodrigão Paulista, Carlão e Ceará; Balduíno (Fabrício Carvalho), George, César Romero e Michel Cury (Breitner); Roberto Jacaré (Evandro) e Serginho.
Treinador: João Martins.

Guarani: Leandro; Henrique Choco, Adalberto, Thiago Papel e Rafael Estevan; André Silva, Nando (Éder Silva), Rafael Pulga (Vagner) e Carlos Júnior; Lucas Newiton (Sillas) e Joubert.
Treinador: Leston Júnior.

Gols no primeiro tempo: Adalberto aos 7 e Nando aos 24 minutos.

Gols no segundo tempo: Fabrício Carvalho aos 20, Breitner, aos 36, e Fabrício Carvalho (contra) aos 39 minutos.

Arbitragem: Cleisson Veloso Pereira, auxiliado por Celso Luiz da Costa e Luiz Antônio Barbosa.

Público pagante: 3.527 torcedores.

Público presente: 4.037 torcedores.

Renda: R$ 42.910.

Notícias relacionadas