Projetos que contemplam a Saúde de Araxá são enviados para Câmara de Vereadores

Projetos que contemplam a Saúde de Araxá são enviados para Câmara de Vereadores

A Prefeitura de Araxá enviou projetos de lei considerados de extrema importância para o desenvolvimento de atividades da Secretaria Municipal de Saúde. São eles: a gratificação por desempenho e produtividade para os funcionários das unidades do Programa Estratégia Saúde da Família (ESF) certificados pelo Ministério da Saúde através do Programa de Melhoria da Qualidade da Atenção Básica (PMAQ), a proposta de melhoria na remuneração dos médicos que trabalham no ESF com jornada de 40 horas semanais e a criação de cargos de assistente social, enfermeiro, fisioterapeuta, nutricionista e psicólogo com convocação dentro do concurso em vigor. A convite da Comissão de Educação, Cultura, Saúde e Segurança composta pelos vereadores Fárley Pereira de Aquino (Fárley Cabeleireiro), Pastor Claudenir Dias e Bosco Júnior, a secretária de Saúde, Diane Dutra participou de reunião nesta terça-feira, 29 de outubro, com os parlamentares na Câmara Municipal para prestar esclarecimentos importantes e sanar dúvidas desses projetos que já se encontram na Casa da Cidadania.

Na oportunidade, Diane ainda ressaltou a importância desses projetos serem levados para apreciação ainda essa semana, pois, caso não forem aprovados, compromete a continuidade da assistência do ESF, da Unisa, dos Centros de Atenção Psicossocial (Caps)e de outras unidades coordenadas pela Secretaria de Saúde. “Esclarecemos todas as dúvidas dos projetos e falamos qual é a importância deles para a Saúde. Na reunião, citamos a questão do aumento de cargos que significa o aumento do serviço prestado, então precisamos chamar as pessoas do concurso. Solicitamos a apreciação desse projeto de forma urgente porque o nosso concurso vence em dezembro. Essa reunião é de extrema importância”, explicou a secretária de Saúde. A expectativa é que os projetos sejam apreciados por todo o colegiado de vereadores nesta quinta-feira, 31 de outubro, às 14 horas.

Notícias relacionadas

1 Comentário

  1. Taty

    Acho estranho nós Agentes de Idemias que trabalhamos de sol a sol. Enfrentado calor de mais de 35 graus. Enfrentado frio e calor. Entrando em terrenos baldios sujos para limpar mos os mesmo. Temos que enfrentar bocas de fumo assédios de moradores. Enfrentar xingamentos ofensas. Mordidas de cachorro. Entre muitas outras coisas. As vezes nos falta até condições de trabalho mas estamos la.Por que nós agentes de Idemias. Nunca temos os mesmo direitos dos outros agentes de saúde.??? Nunca tivemos um Incentivo!? Qual a diferença? Não cuidamos da saúde da população? Não batemos de porta em porta? Nosso trabalho tmb não é de prevenção e orientação? Além de garis ou lixeiras. Pois muitas vezes são do nos chamam. Qual a diferença e o por que nosso trabalho não recebe incentivo?

    Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *