Secretaria Municipal de Saúde faz alerta para aumento no número de ISTs

Secretaria Municipal de Saúde faz alerta para aumento no número de ISTs

O comportamento de risco, principalmente a falta do uso de preservativo, tem causado o aumento do número de casos de Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs) em Araxá. Conforme levantamento da Secretaria Municipal de Saúde, através do Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA), entre 2017 e 2021, o número de novos casos de ISTs aumentou em 54,9%.

O aumento de novos casos de sífilis é o que chama mais atenção. Enquanto no ano de 2017 o CTA registrou 197 testes positivos, em 2021 esse número saltou para 376, um aumento de 90,8%.

Para a coordenadora do CTA, Roberta Duarte da Silva, a principal razão para esse crescimento está ligada ao fato de as doenças serem silenciosas e não apresentarem sinais e sintomas por meses ou anos. “Devemos chamar atenção também para a diminuição no uso de preservativos. Por serem doenças silenciosas, uma pessoa portadora de uma IST pode transmitir para o parceiro se não houver o uso da camisinha”, alerta.

Por outro lado, os casos de HIV, que estiveram em alta entre 2017 (com 38 casos registrados) e 2018 (com 47 casos), desde 2019 vêm registrando queda. De acordo com Roberta, a diminuição de novos casos de HIV reflete a queda no número de testagem desde o início da pandemia. “Em 2021 foram registrados em Araxá 28 casos positivos de HIV. Isso sugere que pode haver muitas pessoas portadoras do vírus, mas que ainda não sabem”, alerta.

Ela explica que qualquer pessoa com mais de 12 anos pode realizar o teste que detecta HIV, sífilis, hepatite B e hepatite C. Para isso, basta comparecer ao CTA, a partir das 7h, na segunda, quarta ou quinta-feira, de posse de documentos pessoais e do Cartão do Sistema Único de Saúde (SUS). O exame fica pronto no dia seguinte e é entregue individualmente.

“Caso o diagnóstico seja positivo, a pessoa já passa a ser acompanhada por uma equipe multidisciplinar que envolve psicólogo, profissional de enfermagem e o médico infectologista que irá indicar o tratamento desse paciente. No caso do HIV, são feitos mais exames que apontam a carga viral da pessoa para que ela possa dar início ao tratamento com a medicação que é totalmente grátis, distribuída pelo SUS”, orienta.

O CTA Araxá fica na rua Calimério Guimarães, nº 850, e o telefone de contato é o (34) 3691-7081.

Notícias relacionadas

Inscreva-se
Me avise:
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Mostrar todos os comentários
0
Deixe seu comentário para essa notícia!x