UPA de Araxá disponibiliza soro para tratamento de picadas de animais peçonhentos

UPA de Araxá disponibiliza soro para tratamento de picadas de animais peçonhentos

Em períodos muito chuvosos várias espécies de animais peçonhentos se tornam mais ativos e a presença deles em ambientes urbanos, como por exemplo, casas e apartamentos se tornam mais frequentes. O município tem intensificado as ações de orientação e medidas de controle com o objetivo de evitar a proliferação desses animais. Em casos de acidentes, a Unidade Pronto Atendimento Municipal (UPA) de Araxá é a referência no atendimento na cidade e tem estoque de soros para tratamento de picadas de animais peçonhentos.

Em Minas, a Fundação Ezequiel Dias (Funed) é a única produtora de soros antivenenosos. A instituição atende o Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde fornecendo 35% da demanda nacional de soros antipeçonhentos e antitóxicos. Após a produção, os soros são enviados ao Ministério da Saúde e distribuídos gratuitamente aos Estados, que priorizam as centrais de macro atendimento, com utilização restrita no ambiente hospitalar. A produção contempla cinco soros antiofídicos, um antiescorpiônico e um antitetânico.

A Secretaria Municipal de Saúde informa que os soros antipeçonhentos e antitóxicos estão disponíveis na rede pública do município, mas o estoque é relativamente baixo. A compra desses medicamentos pelo município é proibida pela Legislação imposta pelo Governo Federal e o Governo do Estado não têm abastecido os municípios. A falta do imunobiológico ocorre em todo o país devido ao adiamento do cronograma de entrega ao Ministério da Saúde por parte dos laboratórios produtores. Desde 2016 as secretarias estaduais de Saúde têm emitido alerta sobre a redução dos estoques de soro antiofídico.

Para cada tipo de animal peçonhento o Sistema Único de Saúde (SUS) disponibiliza um soro diferente para tratamento. Por isso é importante que o cidadão, ao ser vítima de um animal peçonhento, faça o registro do animal por meio de foto ou, se for possível e sem risco de novo acidente, realizar a captura do animal e levá-lo junto a unidade de atendimento. Na ocorrência de acidente, mantenha a vítima calma, evitando movimentos desnecessários, e com o membro acometido mais elevado em relação ao restante do corpo, caso seja possível. A vítima deve ser levada imediatamente a UPA ou hospital mais próximo.

Tratamento de Crianças

Não há diferença de dose para adultos e crianças; o que define a dose não é a idade, mas a gravidade do quadro clínico. O soro deve ser aplicado sob supervisão profissional pelo risco de desencadear reações alérgicas, algumas delas em potência grave. Em crianças menores de 12 meses, a equipe médica analisa a necessidade de transferência para o hospital regional com UTI Pediátrica.

Notícias relacionadas

Inscreva-se
Me avise:
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Mostrar todos os comentários
0
Deixe seu comentário para essa notícia!x