Governo de Minas quer contribuir para recuperação de museus em Araxá

Governo de Minas quer contribuir para recuperação de museus em Araxá

Secretaria de Estado de Cultura e Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Codemig) manifestaram apoio à restauração do Museu histórico de Araxá Dona Beja e do Museu Sacro da Igreja de São Sebastião.

O secretário de Estado de Cultura, Angelo Oswaldo, e a diretora de Fomento à Indústria Criativa da Codemig, Fernanda Medeiros, sinalizaram positivamente quanto à disponibilidade do Governo de Minas em contribuir para a reforma do Museu Histórico de Araxá Dona Beja e do Museu Sacro da Igreja de São Sebastião. Esse foi o desdobramento da reunião promovida pelo deputado Bosco (PTdoB), juntamente da diretora da Fundação Cultural Calmon Barreto, Magaly Cunha, que esteve em Belo Horizonte para tratar do assunto. O engenheiro civil Eduardo Luis Coelho também participou do encontro realizado na Secretaria de Estado de Cultura, na manhã desta quinta-feira (04/02/016).

As dificuldades encontradas para viabilizar a restauração do prédio do Museu Dona Beja foram relatadas pela Magaly Cunha, uma vez que o imóvel pertence a particulares. “Conseguimos a concessão de cinco anos para elaborar o projeto, captar os recursos e executar as obras, o que é insuficiente”, avaliou. Nesse sentido, o secretário Angelo Oswaldo defendeu a desapropriação definitiva para solucionar o impasse. “A história de Araxá passa pela casa de Dona Beja, a recuperação daquele prédio é fundamental para o município”, disse. “Araxá só tem a ganhar com a recuperação de seus museus, arrecadando ICMS cultural e gerando turismo”, completou. Sobre a recuperação do Museu Sacro da Igreja São Sebastião, o secretário avaliou não haver grandes dificuldades, uma vez que o prédio é tombado pelo município.

Por fim, a diretora de Fomento à Indústria Criativa da Codemig, Fernanda Medeiros, destacou a necessidade de formalização do pedido de restauração dos museus, através de ofício a ser encaminhado pela Prefeitura Municipal de Araxá à Secretaria de Estado de Cultura e ao diretor-presidente da Codemig, Marco Antônio Castello Branco. Feito isso, segundo ela, a Codemig se compromete em avaliar a melhor forma de disponibilizar os recursos.

Notícias relacionadas

Deixe um comentário: