Secretaria de Saúde promove a Semana da Luta Antimanicomial e Reforma Psiquiátrica

Secretaria de Saúde promove a Semana da Luta Antimanicomial e Reforma Psiquiátrica

A Secretaria Municipal de Saúde promoveu nesta sexta-feira (8) a abertura de uma série de eventos que serão promovidos durante a Semana da Luta Antimanicomial e Reforma Psiquiátrica em Araxá. Um dos objetivos é reunir os profissionais do Setor de Saúde Mental do Município para debater, principalmente, sobre as melhorias no atendimento aos pacientes com transtornos mentais.

A Luta Antimanicomial surgiu para construir de um modelo de saúde mental substitutivo, em detrimento das práticas manicomiais, nas quais pessoas com sofrimento psíquico eram hospitalizadas e isoladas do convívio social.

Com a Reforma Psiquiátrica, se busca a interação entre a pessoa com transtornos mentais e a sociedade, reforçando o direito de cidadania a esse tipo de paciente. A partir desse conceito, foram implantados os Centros de Atenção Psicossocial (Caps) que fornece atendimento alternativo em todo o país.

Araxá conta com dois centros, o Caps AD (Álcool e Drogas) e o Caps 2 – Maria Pirola, que prestam atendimento pela rede pública. “São dois serviços de urgência na saúde mental e temos tudo interligado nas nossas Unidades de Saúde e Programas de Saúde da Família (PSFs)”, relata a coordenadora do Setor de Saúde Mental do Município, Lourdes Xavier.

Na abertura do calendário de eventos, promovida na sede da Associação Comercial (Acia), o público contou com o seminário “Reforma Psiquiátrica Ontem, Hoje e os Futuros Desafios”, proferido pela psicóloga com especialização em Saúde Mental e formação em Psicologia Transpessoal, Denise Montandon.

De acordo com a profissional, durante os anos 80 foram derrubados os ‘muros’ da Reforma Psiquiátrica do passado, que aplicava um tratamento desumano contra os pacientes. Ela considera que de lá para cá houve grande avanço na saúde mental, porém, mais avanços devem ser conquistados.

“Tem um muro que é mais difícil de derrubar, é o nosso (muro) interno. São 25 anos de carreira e tenho percebido que está difícil de conseguir modificar um pouco os conceitos do que é a dor emocional”, ressalta a psicóloga.

Também houve explanação da representante do Conselho Regional de Psicologia, Aparecida Cruvinel, e apresentação musical e exibição de trabalhos artísticos dos pacientes dos Caps.

Secretária destaca importância da Semana da Luta Antimanicomial

A vice-prefeita e secretária municipal de Saúde, Lídia Jordão, prestigiou a abertura da Semana da Luta Antimanicomial e destaca que o seminário foi uma forma de refletir cada vez mais a importância da prestação de serviço na área da saúde mental.

“O importante desse nosso trabalho são as graças que nós recebemos de cada um dos pacientes. Todos os envolvidos no processo são pessoas abnegadas e responsáveis, e estão aqui para uma missão maior que é servir”, relata.

Calendário

A Semana Antimanicomial em Araxá terá mais três dias. Na terça-feira (12), às 13h, acontece a exibição do filme “Holocausto Brasileiro”, no Salão do Recanto do Idoso São Vicente de Paulo.

Na quarta-feira (13), a partir das 9h, acontece passeata promovida pelos usuários e profissionais da saúde mental, com trajeto entre a Praça Dom Bosco e o Calçadão da Rua Presidente Olegário Maciel.

Na sexta-feira (15), a partir das 9h, acontecem a confraternização e o encerramento da semana.

Notícias relacionadas