Prefeitura incrementa acervo do Museu da Imagem e do Som

Prefeitura incrementa acervo do Museu da Imagem e do Som

A Prefeitura de Araxá, através da Fundação Cultural Calmon Barreto (FCCB) está sempre preocupada em incentivar as manifestações culturais do município, construir e divulgar a memória histórica da comunidade, além de constituir os meios de preservação do patrimônio histórico e artístico. A FCCB recebe doações através de contatos feitos pela equipe da fundação para órgãos públicos que seguem essa mesma linha de atuação em todo o país.

O Centro de Conservação e Preservação Fotográfica (CCPF) da Fundação Nacional das Artes (Funarte) do Ministério da Cidadania encaminhou em ofício assinado pela coordenadora Sandra Baruki, cinco cadernos em modelo de fascículo para fichário, um fichário, e dois cadernos em volumes. Esse material faz parte de uma coleção que busca a formação de uma bibliografia básica nos vários campos de atuação da conservação e preservação fotográfica, com conteúdo voltado à divulgação de experiências e técnicas desenvolvidas pelo CCPF, além de textos de autores nacionais ou estrangeiros. Também a fundação recebeu nove volumes do livro “Affiches – Cândido de Faria – Um Brasileiro em Paris (1882 – 1911)” de Geraldo Alonso Filho, coautor da obra, realizado através de projeto do mesmo nome com recursos incentivados pela Lei Federal de Incentivo à Cultura, a Lei Rouanet.

Jornalista radicada em São Caetano do Sul que trabalhou na Editora Globo, Lidioneti Milani doou mais de 40 LP´s dos grandes compositores da música universal como Beethoven, Tchaikowsky, Chopan, J.S Bach, Vivaldi e Mozart, fitas cassetes e CD´s de músicas nacional e internacional e VHS com clássicos de filmes. Essa doação seria para a Cinemateca Brasileira, situada em São Paulo, porém o órgão público indicou a Fundação Cultural Calmon Barreto (FCCB) para receber esse material. O Museu da Imagem e do Som também foi contemplado com acervo de livros da história da Dona Beja e periódicos sobre a Vida Selvagem doado pelo jornalista, historiador e escritor Edson Carvalho.

De acordo com a presidente da FCCB, Régia Côrtes, além do Museu da Imagem e do Som, os demais espaços coordenados pela FCCB estão sempre abertos para receber doações com rica finalidade histórica de Araxá, de Minas Gerais e do Brasil. “Considero extremamente importante para a cultura de um povo tornar público o acesso às artes. A ampliação e o enriquecimento de acervos enriquecem as diferentes manifestações culturais e é papel do poder público, preservá-las”, destaca.

Notícias relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *