Pesquisa nos dez municípios indutores turísticos regionais inicia nesta segunda

Pesquisa nos dez municípios indutores turísticos regionais inicia nesta segunda

A secretária de Estado de Turismo, Érica Drumond, anunciou que a Fundação Getúlio Vargas (FGV) inicia a partir desta segunda-feira (25) a Pesquisa de Competitividade nos dez municípios integrantes do Projeto Destinos Indutores do Desenvolvimento Turístico Regional em Minas Gerais. Além de Araxá, os destinos contemplados são Caxambu, São Lourenço, Camanducaia, Capitólio, Sete Lagoas, Poços de Caldas, Santana do Riacho, Juiz de Fora e Caeté.

O objetivo da Secretaria de Estado de Turismo (Setur) é que esses municípios alcancem padrão de excelência para se tornarem referência de destino para o turista nacional. “Minas mais uma vez sai na frente ao lançar o Projeto Destinos Indutores do Desenvolvimento Turístico Regional, seguindo a política preconizada pelo Ministério do Turismo. É o primeiro Estado do país que faremos esse estudo”, destaca Érica.

Secretária explica detalhes do projeto

 

 Áudio: Agência Minas

O coordenador do Núcleo de Turismo da FGV, Luiz Gustavo Barbosa, ressalta que Minas também se destaca em relação às associações de circuitos turísticos. “Isso é um passo fundamental para o desenvolvimento do turismo em qualquer Estado. Quando falamos em competitividade estamos olhando para nós mesmos. Na competição estamos com os olhos voltados para os concorrentes.”

Luiz Gustavo acrescenta que a Pesquisa de Competitividade não vai resolver os problemas, mas sim dar um mapa do que os municípios precisam fazer em busca das soluções. Ele diz que os pesquisadores da FGV vão ficar em média uma semana em cada um dos municípios, ouvindo pessoas envolvidas na atividade turística que possam dar subsídios importantes para a pesquisa que tem 566 perguntas, em 61 variáveis (divisões temáticas).

O estudo analisará em cada uma das cidades dimensões como infra-estrutura, serviços e equipamentos turísticos, política pública, economia local, aspectos sociais, acesso, atrativos turísticos, cooperação regional, capacidade empresarial, marketing, monitoramento, aspectos culturais e aspectos ambientais e capacidade de gestão.

Érica afirma que é fundamental o comprometimento de todos os municípios apontados como indutores para o desenvolvimento do turismo regional em Minas. “Essa pesquisa ficará pronta em agosto. E a partir disso, a Setur irá trabalhar esses dez municípios como indutores. É preciso que todos os envolvidos na atividade turística se articulem e atuem em prol do desenvolvimento regional”, diz a secretária.

A reunião sobre o projeto foi realizada em Belo Horizonte no último dia 7. Fizeram parte da comitiva de Araxá o prefeito Jeová Moreira da Costa, a secretária municipal de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Parcerias, Alda Sandra Barbosa Marques, o presidente da Associação do Circuito Turístico da Canastra, José Ramos Zago, e a gestora da associação, Ana Raquel Paiva.

Notícias relacionadas