Super banner
Super banner

Araxá identifica duas pessoas que receberam doses trocadas de vacina contra Covid

Araxá identifica duas pessoas que receberam doses trocadas de vacina contra Covid

Cerca de 2,5 mil pessoas, espalhadas por mais 400 municípios mineiros, podem ter recebido de forma equivocada doses do imunizante contra a Covid-19 de fabricantes diferentes. De acordo com o levantamento realizado por jornal “O Tempo”, a partir das fichas registradas no Ministério da Saúde, 2.360 pessoas tomaram a primeira dose da Covishield (AstraZeneca/Fiocruz) e o complemento da CoronaVac (Sinovac/Butantan), enquanto outras 195 trilharam o caminho oposto.

A reportagem aponta de forma errada que Araxá notificou quinze supostas ocorrências de pessoas que receberam doses trocadas de vacina. De acordo com as fichas de notificações da Secretaria Municipal de Saúde, encaminhadas ao Ministério da Saúde e à Superintendência Regional de Saúde, a cidade registrou até o momento duas pessoas que receberam doses distintas contra Covid-19.

O Setor de Vacinação aguarda a resposta das ocorrências, conforme determinação estabelecida no Plano Nacional de Imunização, para tomar as medidas necessárias. Em Araxá, todos os profissionais de saúde estão orientados a informar qual dose o cidadão receberá em cada etapa e comunicar o conhecimento de qualquer erro para o departamento responsável.

A coordenadora do Departamento de Imunologia, Marcela Mesquita, explica que até o momento foram investigados quatro casos de eventuais falhas de imunização. “Temos quatro registros. Duas de pessoas que receberam doses de fabricantes diferentes, uma que teve a segunda dose aplicada com um intervalo menor de 14 dias para CoronaVac e outra que estava amamentando e só informou após receber a imunização. Todas essas ocorrências são informadas via sistema.”

Segundo a enfermeira, falhas na plataforma de informatização do Ministério da Saúde são identificadas frequentemente. “O sistema tem inconsistências, dados trocados de um município para o outro. Periodicamente, solicitamos a correção das informações com base nos documentos de registro que temos e que incluímos nesse sistema do Governo Federal. Temos que parabenizar os profissionais de saúde que estão à frente da vacinação, pois a quantidade de investigações registradas até o momento é muito pequena diante o número de doses aplicadas”, ressalta Marcela.

Eventos adversos

A Secretaria Municipal de Saúde informa que o município registrou até o momento o relato de 93 pessoas que apresentaram reações adversas após serem vacinadas contra a Covid-19. Todas as notificações são comunicadas ao Ministério da Saúde e à Superintendência Regional de Saúde.

Os eventos adversos muito comuns previstos na bula da CoronaVac são dor de cabeça, cansaço e dor no local da aplicação. No caso da bula da Oxford/AstraZeneca, entre esses efeitos mais comuns estão sensibilidade, dor, sensação de calor, fadiga, calafrio, dor de cabeça e enjoos. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária considera que os eventos adversos mais frequentes relacionados às vacinas contra a Covid-19 não são graves e estão dentro do esperado.

Notícias relacionadas

Inscreva-se
Me avise:
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Mostrar todos os comentários
0
Deixe seu comentário para essa notícia!x