Brasileiros têm chance de aumentarem vaga olímpica com etapa da CIMTB em Araxá

Brasileiros têm chance de aumentarem vaga olímpica com etapa da CIMTB em Araxá
Foto: Fábio Piva

Tóquio 2020 está chegando. Os Jogos Olímpicos iniciam no dia 24 de julho e terminam no dia 9 de agosto. A prova de mountain bike acontece nos dias 27 e 28 de julho. Na etapa de Araxá da Copa Internacional de Mountain Bike (CIMTB), atletas da Super Elite Feminina e Masculina têm a chance de somarem pontos importantes

Sendo uma prova classificada como Stage Race Hors Class (SHC) o campeão leva 160 pontos, para o vice são 140, o terceiro colocado soma 130, levando pontos até o 40º colocado da prova. Araxá acontece entre os dias 5 e 8 de marco e está com as inscrições abertas.

O número de vagas olímpicas está diretamente ligado com o ranking das nações. Soma pontos para este ranking os três melhores atletas de cada país no ranking da UCI. Serão 38 vagas para cada gênero, sendo que uma já está reservada para um atleta do país sede. Outras três vagas estão reservadas para os vencedores dos campeonatos continentais, Africano, Pan-Americano e Asiático.

Quatro vagas estão reservadas para os campeões do Mundial de Monte Sainte-Anne, sendo duas para atletas da Elite e duas para campeões da Sub-23. O ranking fecha no dia 28 de maio de 2020. A contagem começou no mesmo dia de 2018.

Pelo ranking das nações, conquistam três vagas os países que estiverem na primeira e segunda colocações. Duas vagas, nações que comporem o ranking entre o terceiro e o sétimo lugar e uma vaga do oitavo ao 21º.

Atualmente, na Elite Masculina, os três primeiros ranqueados brasileiros são: Henrique Avancini que está na 2º colocação, Guilherme Muller atualmente na posição 44 e Luiz Henrique Cocuzzi que compõe a 50º colocação. O Brasil atualmente está em 4º lugar no ranking das nações para a Super Elite Masculina e poderia ter duas vagas para os homens.

Na Elite Feminina, Jaqueline Mourão, Letícia Cândido e Raíza Goulão somam pontos para o ranking das nações. Jaqueline compõe na 42º colocação, Letícia a 50º e Raíza a 60º. Atualmente, o Brasil está na 16º colocação no ranking das nações feminino. Com isso, poderia levar uma atleta.

Com a pontuação de Araxá, os atletas brasileiros podem levar o Brasil a subir no ranking das nações, lembrando que somam pontos para a UCI até o 40º colocado na etapa, por outro lado, soma para o ranking das nações os três melhores colocados do país no ranking da UCI.

Notícias relacionadas

Inscreva-se
Me avise:
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Mostrar todos os comentários
0
Deixe seu comentário para essa notícia!x